Scientia – Tratamento de emissões e efluentes com microalgas

DURAÇÃO: 25 MINUTOS

Exibido em: 07/11/16

 

 

Um simples lanche pode gerar muito lixo. O “cafézinho” no trabalho, pode virar um saco plástico cheio de copinhos usado apenas uma vez.

Embalagens vazias, descartáveis, garrafas PET, restos de alimentos, resíduos industriais e alimentares – a geração de resíduos é um problema para o planeta. Cada brasileiro gera por dia um pouco mais de 1kg de resíduos e 387kg por ano.

No Scientia de hoje, vamos apresentar uma série de pesquisas desenvolvidas no Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento Autossustentável da UFPR. O grupo de cientistas une esforços para criar um sistema de incineração de resíduos sólidos, em que microalgas são utilizadas para tratar os gases poluentes causados pela queima. E ainda, o calor do incinerador é transmitido para um gerador que produz energia elétrica!

Confira!

Anúncios

Scientia – Biogás e Microalga

DURAÇÃO: 22 MINUTOS

Exibido em: 17/10/16

 

O Brasil é o quarto maior produtor e exportador mundial de carne suína, o estado do Paraná tem a maior população de porcos do país: mais de 6 milhões de animais.

Cada porco produz 5 quilos de fezes por dia, já a fêmea com seus filhotes chega a 25 quilos diários. O que é um problema para o produtor pode ser uma oportunidade, pois muitos passaram a transformar esse resíduo em energia: o biogás. O grande problema é que esse tipo de biogás tem uma qualidade ruim, por conta do excesso de gás carbônico e ácido sulfídrico.

Os pesquisadores do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Energia Autossustentável da UFPR desenvolveram um método e criaram um fotobiorreator para produzir biogás de alta pureza. O resultado disso são as microalgas. Confira a pesquisa que pode revolucionar a produção de biogás a partir de dejetos de porco pelo uso de fotobiorreatores.

 

 

Scientia – Enoturismo

DURAÇÃO: 23 MINUTOS

Exibido em: 26/09/16

 

 

Para quem vive em grandes centro urbanos, passar um tempo em áreas rurais pode ser um presente! O contato com a natureza ajuda a descansar e a aliviar o estresse.

Pensando em atender este público, surgiu o Turismo Rural – focado em oferecer experiências do campo para o homem e para a mulher da cidade.

As videiras são plantas que compõem o cenário rural e, nos meses de fevereiro e março, elas costumam a se encher de uvas – que depois de um longo processo são transformadas em vinho! Para os amantes da bebida, passear pelos parreirais e descobrir os detalhes do processo de sua fabricação é uma experiência incrível e foi aí que nasceu o enoturismo.

No Scientia de hoje, você vai ver o trabalho de pesquisadores do programa de pós-graduação em Turismo da UFPR que se dedicam em estudar e analisar uma rota de enoturismo em Curitiba!

Participação do professor da UFPR Vander Valduga e da mestre em turismo pela UFPR Grazielle Ueno Maccopi.

Scientia – Gomas arábicas

DURAÇÃO: 21 MINUTOS

Exibido em: 12/09/16

 

Presente em vários alimentos, colas, tintas de canetas, medicamentos, a goma arábica é um espessante e estabilizante muito usado pelas indústrias. Ela é uma goma natural retirada de acácias africanas e é considerada pela ciência como uma substância inerte – que não reage com outras moléculas.

Assim como a acácia, o cajueiro também possui uma goma parecida com a arábica. No Scientia, vamos apresentar um estudo realizado pelo Nupplamed e o Laboratório de Imunopatologia da UFPR que pode mudar a forma que as gomas são vistas, hoje, pela ciência. Confira!

Participação da professora de pós-graduação em ciências bioquímica Juliana Maurer, da professora do departamento de bioquímica e biologia molecular Selma Faria Baggio, da professora de medicina Fabíola Stevan, da pós-doutora em ciências farmacêuticas Fernanda Bovo, da doutorante em ciência bioquímica Raquely Lenzi. 

Scientia – Design de Serviços

DURAÇÃO: 28 MINUTOS

Exibido em: 29/08/16

Quando adquirimos um produto ou serviço, ativamos em nosso cérebro diversas percepções que indicam se o consumo está sendo bom ou ruim.

Por isso, muitas empresas buscam maneiras de oferecer uma experiência agradável e positiva a seus clientes. O design de serviços dedica-se a entender essas percepções e a relação que o cliente estabelece com o que está consumindo.

A UFPR é uma das universidades pioneiras no país a abordar essa área. Conheça mais sobre o Design de Serviços no Scientia de hoje.

Scientia: segundas, às 21h, nos canais 15 da NET e 187 da VivoTV.

Scientia – Uso recreativo das praias

DURAÇÃO: 28 MINUTOS

Exibido em: 15/08/16

 

 

O homem, a areia e o mar. A praia pode ser um refúgio para os humanos. Um local de inspiração para artistas, de encontro espiritual para uns ou até mesmo de lazer e diversão para outros.

Mas este ambiente também é a casa de milhares de seres vivos que usam a água, a areia e a vegetação como abrigo e alimento.

A presença humana nesses lugares – mesmo que só turística – pode abalar a vida de muitas criaturas e desestabilizar o ecossistema.

No Scientia de hoje, veremos uma pesquisa científica da UFPR que avaliou o impacto do uso recreativo das praias na biodiversidade e no ecossistema.

Participação da doutora em ecologia e conservação Jenyffer Vieira e do professor de pós-graduação Carlos Borzone.

Scientia – Aromas Naturais

DURAÇÃO: 22 MINUTOS

Exibido em: 20/06/16

 

 

O cheiro é capaz de despertar fome, repulsa, ou até trazer lembranças. Na indústria de alimentos e bebidas e de cosméticos os aromas e fragrâncias são essenciais para vender produtos, pois a percepção do sabor está fortemente ligado ao cheiro!

No Scientia de hoje, vamos ver o trabalho de pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia da UFPR. As pesquisas têm como objetivo investigar e produzir aromas e fragrâncias geradas por micro-organismos: os bioaromas.
Participação dos professores de Pós-Graduação da UFPR Adriane Pedroni Medeiros e Carlos Ricardo Soccol, da doutora em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia Suzan Rossi e do doutorando em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia Mário César Bier.

Scientia – Riscos da madeira compensada

DURAÇÃO: 29 MINUTOS

Exibido em: 30/05/16

Móveis novos e planejados dão charme a organização as nossas casas. Porém, eles escondem um grande risco para a saúde!

Muitos móveis são feitos de MDF, compensados e OSB: chapas feitas a partir da colagem de lâminas de madeira e que utilizam uma resina como liga. Essa resina tem como base o formaldeído, substância barata e comum, mas que gera danos à saúde, que vão de problemas respiratório até mesmo ao câncer.

No Scientia de hoje, vamos conhecer uma pesquisa de mestrado da UFPR que testou métodos simples e acessíveis para medir a emissão de formaldeído em ambientes internos.

Participação da mestre em engenharia de construção civil Herminia Breginski e professor da pós-graduação Aloísio Schimid.

Scientia – Sono e mal de Parkinson

No programa de hoje, vamos continuar falando sobre o mal de Parkinson – a segunda doença neurodegenerativa mais comum do mundo. Os seus sintomas mais conhecidos são a rigidez muscular e o tremor em repouso.

Porém, há sintomas não motores que podem aparecer anos antes da doença e ajudar no diagnóstico precoce. No Scientia passado, falamos sobre os problemas do olfato. Agora vamos conhecer pesquisas da UFPR que estudam um outro possível sintoma para a doença: distúrbios do sono.

Participação do coordenador do Laboratório de Neurofisiologia da UFPR Marcelo de Meira Lima, do doutorando em Fisiologia Adriano Targa, das mestrandas em fisiologia Patrícia dos Santos e Juliane Fagotti.

Scientia – Olfato e mal de Parkinson

DURAÇÃO: 27 MINUTOS

Exibido em: 09/05/16

A doença de Parkinson é uma doença neurodegenerativa e atinge, em sua maioria, idosos. Os sintomas mais aparentes da doença são motores e se caracterizam pelos tremores das mãos e pela rigidez dos músculos.

Porém, além desses, outros sintomas não motores podem aparecer anos antes da doença e ajudar no diagnóstico precoce. Vamos conhecer no Scientia de hoje as pesquisas da UFPR que estudam um possível sintoma para a doença: problemas olfativos!

 

 

Participação do coordenador do Laboratório de Neurofisiologia da UFPR Marcelo de Meira Lima, das doutorandas em farmacologia Ana Carolina Duarte e Lais Soares Rodrigues, da presidente da APPP Ana Maria Zaguini, do vice-presidente da APPP Eduardo Deckert Filho, da doutoranda em Fisiologia Mariana Aurich.